APOIO e DOAÇÕES

A Áfricanamente Escola de Capoeira Angola é uma organização totalmente autônoma e independente de órgãos governamentais, nossa missão é divulgar a filosofia da Capoeira Angola como um instrumento de educação e cidadania. Além das atividades desenvolvidas em nossa sede e no entorno, atualmente temos vários integrantes da nossa escola atuando como educadores sociais, compartilhando com crianças e adolescentes as ideias de união e coletividade.
Você pode ajudar a manter o nosso espaço e as nossas atividades sempre em movimento. Fazendo uma doação de qualquer valor na Conta poupança: 3.678.0 - Agência: 0428 da Caixa Econômica federal em nome de Mário Augusto da Rosa Dutra.
Além de nos ajudar você poderá ganhar lindos brindes, como camisetas, Cds, Dvds e Agendas.
Desde já agradecemos!

Roda em Homenagem a Mestre Paulo dos Anjos na Áfricanamente

Nesta sexta feira, dia 15 de Agosto de 2014, as 19:30h, faremos uma Roda em Homenagem a Mestre PAULO DOS ANJOS, ancestral da nossa linhagem de Capoeira Angola.
Todas as pessoas são bem vindas!


Saiba mais sobre Mestre Paulo dos Anjos:

José Paulo dos Anjos - Mestre Paulo dos Anjos, nasceu na cidade de Estância, Estado de Sergipe em 15 de agosto de 1936. Com cinco anos foi morar em Salvador, Bahia, na rua Ubaranas, onde pela primeira vez conheceu um capoeirista, Mestre Bimba.De lá, mudou-se para Matatu e mais tarde Quintas das Beatas, hoje Cosme de Farias, onde em 1950 conheceu Mestre Canjiquinha, em rodas de rua, com quem então resolveu iniciar-se na Capoeira.
Jovem, de origem humilde, lutador por natureza, resolveu deixar a Capoeira para lutar boxe.
Mas seu coração já pertencia à Capoeira, e após alguns anos de pugilismo retornou à Academia de Mestre Canjiquinha, onde formou-se em 1957, tornando-se um de seus maiores discípulos.
Além da roda de seu Mestre, era assíduo frequentador das rodas de Largo e das rodas de Mestre Waldemar da Liberdade, uma das mais célebres e tradicionais rodas da época, frequentada pela nata da Capoeira de então.
Ali, segundo ele, aprendeu muitas das mandingas e malícias que possuía, como, por exemplo, a perícia no jogo de "Panha a Laranja no Chão Tico-Tico", o jogo de dinheiro.
Em 1972, mudou-se para o km 17 em Itapoã, onde, em 1975, fundou a Associação de Capoeira Anjos de Angola.
Partiu então para São Paulo, onde ensinou por cinco anos, deixando vários discípulos por lá, retornando à Salvador no começo de 1980. Até seu falecimento, vivia e possuía uma academia em Salvador, no Bairro da Paz (antiga Malvinas).
Juntamente com Mestre João Pequeno e Mestre João Grande, era um dos maiores e mais tradicionais Mestres da Velha Guarda da Capoeira Angola da Bahia, bastando sua figura para evidenciar tal fato.
Seu canto, comparado somente ao de nomes como Mestre Waldemar, Caiçara e Canjiquinha, era o melhor convite para uma boa roda.